O Combate
versão impressa
JULHO 2011

 
MRG
Cursos Livres
de Turismo
mrgomide@yahoo.com.br

M.R. GOMIDE - Jornalista - 39-DRT-MG DR 16.132/70
FENAI - Federação Nacional da Imprensa - DF
Matrícula 1119/09-J - www.fenai.org.br

OPERAÇÃO VOUCHER

   O vocábulo “volcher” – váutxár – em inglês literal significa testemunho. Em turismo, quer dizer “documento”, emitido pelas agências de viagens, referindo-se a serviços que serão prestados aos turistas.
   Com o nome de “Operação Voucher”, dia 09/08/2011 a Polícia Federal desentocou 35 roedores do erário, enquistados no Ministério do Turismo. Hoje, fato público, notório e lamentável.
   Milhões de reais desviados para ongs de fachada, com a suposta finalidade de instruir cursos de capacitação em turismo.
   Um erro crasso do Ministério do Turismo ao destinar verbas públicas a terceiros desqualificados; além disso, por se tratar de uma finalidade assistencialista que compete diretamente ao Ministério, em sintonia com as políticas públicas de turismo descentralizadas em âmbitos de estados e municípios. Os cursos de capacitação não podem priorizar este ou aquele estado. Todo o Brasil deve ser atingido e beneficiado, mediante um planejamento estrutural, sem entregar o ouro para o bandido, conforme lamentavelmente aconteceu.
   Os ministérios governamentais são estanques; não se intercomunicam. Turismo é uma atividade que interage em todos os setores. Os cursos assistenciais de capacitação em turismo devem ser ministrados pelo FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego, em convênio com o Ministério do Turismo, depois da formação de agentes multiplicadores recrutados para isso. Algo à semelhança do que faz o IBGE em épocas de recenseamento. Não se trata de um processo sazonal visando apenas a Copa do Mundo. Essa capacitação tem que ser permanente e em nível nacional, considerando que - apesar desse conto do vigário em que caiu o ministro do turismo – o Brasil desponta para se transformar no País mais turístico do mundo e no País em que seu povo mais viaja por seu próprio território. Isso, aliás, começa a acontecer, apesar dos roedores do erário e dos sabotadores da indústria turística nacional.

CONHEÇA, PRIMEIRO, O BRASIL. NÃO SEJA UM ESTRANHO NO NINHO.
 M.R.Gomide - jornalista
2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas