Agosto de 2012
página 3
 
 
Trabalhadores da Saúde conquistam 19% de aumento salarial

     Em entrevista ao "O Combate", o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Juiz de Fora, Anderson Miranda Sá Stehling, informou que a entidade fechou acordo recentemente com a classe patronal reajustando os salários da categoria, cuja data-base é 1º de maio. “Depois de muita mobilização dos trabalhadores, conseguimos um aumento salarial de 19%, um bom aumento, que atingiu bem os pisos menores, mas que atingiu e beneficiou também aqueles trabalhadores que ganham mais” - afirmou o sindicalista.
     Segundo ele, “foi um acordo muito bom, em vista de outros acordos feitos e pelas dificuldades das negociações; conseguimos um aumento razoável”.     
     Anderson ressaltou que o processo de negociação com a classe patronal foi difícil e longo, não só por causa das costumeiras dificuldades que os trabalhadores sempre enfrentam para arrancar dos patrões qualquer aumento salarial, mas também porque o Sindicato teve que negociar diretamente com cada empregador. “As rodadas de negociação foram longas, porque nós tivemos que fazer hospital por hospital, haja vista que tem uma briga do Sindicato patronal de Belo Horizonte com a turma de patrões que criaram sindicato patronal em Juiz de Fora” - explicou o sindicalista.
     Para Anderson, o desfecho da negociação coletiva foi positivo. “Os trabalhadores estão muito felizes com a força deles e com os salários que eles conseguiram” - salientou o sindicalista, acrescentando em seguida: “Conseguimos fechar este acordo e já estamos nos mobilizando para o ano que vem, para nova negociação salarial”.
     Com o acordo, os pisos salariais da categoria, a partir de 1º de maio de 2012, passaram a ter os seguintes valores:
   PISO A: Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem, Atendente de Enfermagem, de Consultório Médico e Odontológico, Técnico de Segurança do Trabalho, Instrumentador Cirúrgico, Motorista de Ambulância, Motorista de Funerária, Motorista de Serviços Hospitalares e Vigilantes da Vigilância Orgânica Hospitalar: R$ 740,00;
   PISO B: Pessoal Burocrático, Copa, Cozinha, Lactário, Serviços Administrativos, Equivalentes, Manutenção e Lavanderia: R$ 700,00;
     PISO C: Servente e  Assemelhados: R$ 680,00.
     Para os trabalhadores que recebem salários superiores aos pisos mínimos pactuados, o reajuste será de 6,50%, em duas vezes: 5% a partir de 1º de maio de 2012 e 1,5% a partir de 1º de agosto de 2012.
     Além do reajuste salarial, os trabalhadores da área da Saúde em Juiz de Fora conquistaram também, dentre outros, os seguintes benefícios:
     1) Adicional de insalubridade: Piso A: R$ 148,00; Piso B: R$ 140,00; e Piso C: R$ 136,00.
     2) Adicional noturno: 50%.
     3) Prêmio de assiduidade: 20% do SMR (Salário Mínimo Regional).

Anderson Stehling, presidente do Sindicato dos Empregados em
Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Juiz de Fora
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
    EXPEDIENTE 

Jornal fundado pelo jornalista Djalma Medeiros em 06 de julho de 1952. Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas da Comarca de Juiz de Fora sob o nº 80.
Diretor-Redator-Presidente: João Batista de Medeiros - Colaborador: M.R. Gomide (Redator de Turismo).
Redação: Rua Osvaldo Xavier de Souza, 586 - CEP 36.071-450 - Bairro: Santo Antônio Juiz de Fora - Minas Gerais - Celular: (32) 8845- 2991. E-mail: ocombate.jm@gmail.com

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
TURNEWS: HOTEL CONSTRUÍDO COM INCENTIVOS FISCAIS, EM FERVEDOURO, NUNCA FUNCIONOU
2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas