Agosto 2018
primeira página
 
 

O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini (na cabeceira da mesa), ao lado do advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico da entidade, participando da 2ª audiência de tentativa de conciliação da negociação coletiva de 2017 dos frentistas, no dia 6 de junho de 2018, no Edifício-Anexo II do Tribunal Regional do Trabalho de MG, em BH. À direita, o advogado do MINASPETRO, Klaiston Soares, e a negociadora profissional contratada pelo Sindicato patronal, Maria Lúcia Di Iorio. (Foto: Arquivo “O Combate”)

A campanha salarial dos empregados dos postos de combustíveis de Minas Gerais terá uma rodada de negociação decisiva no início do próximo mês. É que, conforme “O Combate” já noticiou, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (MINASPETRO) enviou ofício ao Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-MG) pedindo que a audiência designada para o dia 17 de julho fosse adiada para o próximo dia 3 de setembro, e o Juiz Mediador Antônio Gomes de Vasconcelos atendeu ao pedido do Sindicato patronal.

Assim, deverá acontecer no dia 3 de setembro a 15ª reunião entre o MINASPETRO e as entidades sindicais que representam os empregados dos postos de combustíveis deste Estado, as quais estão tentando há nove meses, em negociações diretas e mediadas pelo Ministério do Trabalho e pela Justiça, o fechamento de acordo com o Sindicato patronal para a celebração da nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, os representantes dos frentistas estão crendo e esperando que a campanha salarial da classe seja definida na próxima reunião.



2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas