Dezembro de 2015
primeira página
 
 
FRENTISTAS CONTINUAM SEM REAJUSTE SALARIAL
“Quatro rodadas de negociação e nenhuma proposta digna de aceitação” – afirma sindicalista

O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini (o 1º da esquerda para a direita), ao lado do presidente da FENEPOSPETRO, Francisco Souza Soares, participando da 4ª rodada de negociação com a Comissão Negociadora do MINASPETRO (à direita), na sede do Sindicato patronal, em Belo Horizonte, no dia 17 de dezembro.

    O Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG (que representa os empregados dos postos de gasolina, lojas de conveniência, lava-rápidos, estacionamentos e garagens da Cidade e da Região), quatro outros Sindicatos de frentistas de Minas Gerais e a Federação Nacional dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo (FENEPOSPETRO), atuando em conjunto em negociação coletiva com pauta unificada, realizaram no dia 17 de dezembro a quarta rodada de negociação com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (MINASPETRO), objetivando a celebração da nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

    Após duas horas e meia de negociação, os representantes dos trabalhadores e os da classe patronal novamente não chegaram a um acordo.

    Assim, segundo o presidente do SINTRAPOSTO, Paulo Guizellini, “já houve quatro rodadas de negociação, mas nenhuma proposta digna de aceitação”. Para ele, “a proposta do MINASPETRO apresentada na quarta reunião não atende às mínimas necessidades dos frentistas e representa mais arrocho salarial, razão pela qual foi veementemente rejeitada por todos nós, representantes dos trabalhadores”.

    Diante da dificuldade de acordo, as entidades resolveram marcar nova reunião. Os representantes dos frentistas queriam que a nova rodada de negociação fosse agendada para os próximos dias, mas o MINASPETRO disse que só podia se reunir novamente com a bancada dos trabalhadores no próximo mês, e assim o novo encontro foi marcado para o dia 19 de janeiro de 2016.

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas