Dezembro 2017
página 2
 
 
Frentistas continuam sem reajuste salarial após 4 reuniões com Sindicato patronal

O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini (à esquerda), falando durante a 3ª reunião com a Comissão Negociadora do MINASPETRO (à direita), na sede do Sindicato patronal, em BH, no dia 5 de dezembro.

     Iniciada no dia 6 de setembro, quando foi realizada a assembleia geral da categoria que aprovou a pauta de reivindicações dos trabalhadores a ser negociada com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (MINASPETRO), a campanha salarial dos empregados dos postos de combustíveis, lojas de conveniência, lava-rápidos, estacionamentos e garagens de Juiz de Fora e Região, assim como do restante do Estado de Minas Gerais,  continua sem definição.

     O Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG e as outras entidades sindicais que representam os demais empregados dos postos de gasolina deste Estado tiveram mais duas reuniões com o MINASPETRO nos dias 5 e 6 de dezembro para negociação da pauta que foi entregue ao Sindicato patronal no dia 12 de setembro. A data-base da categoria (ou seja, a ocasião de reajuste salarial e concessão de outros benefícios aos trabalhadores) é 1º de novembro.

     Marcada para começar às 14h, a reunião do dia 5 (a terceira da negociação coletiva deste ano) durou três horas, tendo início às 14h30 e terminando às 17h30, e foi realizada na sede da entidade patronal, em Belo Horizonte.

     Nessa rodada de negociação, o MINASPETRO não apresentou nenhuma proposta para os trabalhadores, mantendo a sua proposta apresentada na reunião anterior, realizada no dia 29 de novembro, quando ofereceu reajuste salarial pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) dos últimos 12 meses (1,83%) dividido em duas parcelas de 0,915%, uma em novembro e a outra em março de 2018. Como o atual valor do “salário básico mensal” (garantia mínima) dos frentistas de Minas Gerais é de R$ 1.043,24, este valor passaria, em 1º de novembro de 2017, para R$ 1.052,78, representando um reajuste salarial de R$ 9,54.  Em 1º de março de 2018 haveria novo reajuste de R$ 9,54.

    Ainda de acordo com a proposta do Sindicato patronal apresentada na reunião do dia 29 de novembro, a cesta básica de alimentos ou vale-alimentação passaria de R$ 120,00 para R$ 122,20, recebendo o mesmo índice de reajuste de 1,83% dividido em duas parcelas de 0,915%. E a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) das empresas seria paga aos trabalhadores em duas parcelas de R$ 50,00 (cinquenta reais) a partir de fevereiro de 2018, mas para ter direito a esse valor integral, o empregado não poderia faltar ao serviço, pois cada falta injustificada resultaria em redução de 20% do valor da PLR, que seria, então, proporcional ao número de faltas do empregado ao trabalho, podendo chegar a zero em caso de cinco faltas injustificadas.

     O Sindicato patronal apresentou também proposta de redução do adicional de hora extra da classe, baixando-o de 70% (percentual previsto na última Convenção Coletiva de Trabalho da categoria) para 50%, mesmo percentual previsto na Constituição Federal como percentual mínimo. Além disso, o MINASPETRO quer acabar com a garantia prevista na última Convenção de descanso semanal remunerado em pelo menos dois domingos por mês, passando tal garantia para apenas um domingo por mês.

     O Sindicato patronal quer acabar também com a gratificação de férias (prevista na última Convenção) para os trabalhadores demitidos (mesmo sem justa causa) ou que pedem demissão do emprego.



“...E, projetando ele isso, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, pois o que nela se gerou é do Espírito Santo; ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados”.

(O Evangelho segundo Mateus 1:20-21)

Com esta mensagem, queremos abraçar afetuosamente todos os companheiros trabalhadores que ajudam a construir, com o seu trabalho, o progresso do País e a grandeza da Nação. E queremos também agradecer a todos que, de uma ou de outra maneira, contribuíram durante o ano de 2017 para o fortalecimento da nossa categoria.

A todos, um Natal e Ano Novo de muito amor e paz.

São os sinceros votos do

Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG

Paulo Guizellini – Presidente
Diretores e funcionários

 

É Natal.
Com o Menino Jesus,
surge a esperança no coração da humanidade.
Esperança de amor.
Esperança de um mundo melhor,
com uma sociedade mais justa,
mais fraterna, mais solidária e mais amiga.
Sem guerra.
Com paz e espírito humanitário.

     Ao ensejo do transcurso do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo e término de mais um ano, queremos agradecer penhoradamente a todos que no decorrer do ano de 2017 trabalharam e contribuíram para o fortalecimento da nossa classe, em especial aos nossos amigos associados. Aproveitamos a oportunidade para formular a todas essas pessoas, assim como às autoridades, aos trabalhadores e ao povo em geral, os nossos sinceros votos de FELIZ NATAL e PRÓSPERO ANO 2018.

Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Juiz de Fora

Anderson Miranda Sá Stehling – Presidente

Diretores e funcionários


   EXPEDIENTE 

Jornal fundado pelo jornalista Djalma Medeiros em 06 de julho de 1952. Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas da Comarca de Juiz de Fora sob o nº 80.
Diretor-Redator-Presidente:
João Batista de Medeiros.
Redação: Rua Osvaldo Xavier de Souza, 586 - CEP 36.071-450 - Bairro: Santo Antônio Juiz de Fora -
Minas Gerais - Celular: (32) 8845- 2991. E-mail: ocombate.jm@gmail.com/span>

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas