Dezembro 2018
página 4
 
 
LÍDER DOS COMERCIÁRIOS AFIRMA: “REFORMA TRABALHISTA GEROU CAOS” E “A COISA VAI PIORAR”

Silas Batista da Silva, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Juiz de Fora

     Em entrevista ao jornal “O Combate”, o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Juiz de Fora, Silas Batista da Silva, fez uma avaliação do primeiro aniversário da Lei nº 13.467/2017, chamada de “reforma trabalhista”, cuja vigência completou um ano no dia 11 de novembro, e falou das perspectivas para a classe trabalhadora no próximo ano com a eleição do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) para ocupar a presidência da República.

     O Combate: Após um ano da vigência da chamada reforma trabalhista, qual a avaliação que você faz dessa nova lei?

     SILAS: A minha primeira queixa é contra a mídia que, quando foi feita a reforma, dava cobertura diária sobre isso e, agora, com um ano dessa lei, não faz uma mesa redonda ou um debate para ver o que aconteceu. Isso porque tudo o que falaram de bom a respeito da reforma não aconteceu, deu tudo ao contrário. O que gera empregos não é a flexibilização do trabalho, mas sim o crescimento econômico, o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto). Isso em qualquer lugar do mundo. Então, a reforma fez um ano e a imprensa se omitiu sobre isso porque são desastrosos os efeitos da reforma em um ano. Vamos dizer só dos registros de carteira de trabalho. Eles já caíram de 36 milhões para 30 milhões de carteiras assinadas. Então, só aí já se vê... Aumentou o quê? Aumentou o trabalho informal. Então, ela gerou um caos e isso vai refletir, num curto espaço de tempo, também na Previdência, porque as arrecadações evidentemente vão cair. E nada do que foi dito que a reforma criaria aconteceu. Na ocasião, a imprensa divulgou, alto e bom som, em palavras escritas e televisadas, muita coisa que, após um ano da reforma, não se confirmou. E, até agora, nenhuma dessas pessoas da imprensa fez um balanço para certificar aquilo que elas apregoaram antes da reforma.

     O Combate: Com relação ao próximo ano, na sua visão, quais as perspectivas para os trabalhadores com o novo governo?

     SILAS: As piores possíveis. Pois um governo que extingue o Ministério do Trabalho e Emprego; um governo que fala que tem de flexibilizar mais os direitos trabalhistas; um governo que fala que tem de diminuir salário, 13º salário, como se nós ganhássemos bem, sendo que temos o pior salário do mundo, o salário mais miserável; um governo que não vai cumprir a Constituição Federal porque lá fala qual deve ser o salário mínimo para uma família de quatro pessoas; um governo que não fala nada dos juros escorchantes que temos aí, para uma inflação de 4,5%, e os bancos cobram juros de 300% (ou seja, o governo não mexe onde teria que mexer); um governo que não vai cobrar dos maiores devedores da Previdência o que é devido... Então, não são boas as perspectivas. Pelo que o novo governo já sinalizou, a coisa vai piorar. Não temos boas perspectivas com esse governo, não.


“... O anjo, porém, lhes disse: Não
temais, porquanto vos trago novas
de grande alegria que o será para
todo o povo: é que vos nasceu hoje,
na cidade de Davi, o Salvador, que
é Cristo; o Senhor”

(Evangelho de Lucas 2:l0-11)

Eis a mensagem com a qual queremos enviar o
nosso abraço fraterno a todas as pessoas que neste
momento festejam o Natal do Filho de Deus.

 Ao findar mais um ano, desejamos agradecer a
todos que colaboraram, de uma ou de outra maneira,
para o fortalecimento da nossa laboriosa categoria
profissional.

Queremos agradecer especialmente aos nossos
companheiros comerciários que estiveram ao nosso
lado no decorrer do ano de 2018, lutando por
melhores salários e melhores condições de vida e
de trabalho.

A todos, um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

São os sinceros votos do
SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE JUIZ DE FORA

Silas Batista da Silva - Presidente
Diretores e funcionários


“... É Natal.
Com o Menino Jesus,
surge a esperança no coração da humanidade.
Esperança de amor.
Esperança de um mundo melhor,
com uma sociedade mais justa,
mais fraterna, mais solidária e mais amiga.
Sem guerra.
Com paz e espírito humanitário.

Ao ensejo do transcurso do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo e término de mais um ano, queremos agradecer penhoradamente a todos que no decorrer do ano de 2018 trabalharam e contribuíram para o fortalecimento da nossa classe, em especial aos nossos amigos associados. Aproveitamos a oportunidade para formular a todas essas pessoas, assim como às autoridades, aos trabalhadores e ao povo em geral, os nossos sinceros votos de FELIZ NATAL e PRÓSPERO ANO 2019.

Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Juiz de Fora

Anderson Miranda Sá Stehling – Presidente

Diretores e funcionários


22011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas