Fevereiro 2018
página 4
 
 
Já vêm aí reajuste salarial e outros benefícios para os trabalhadores dos condomínios de JF
Sindicato já vai iniciar negociação com SINDICON, que já tem nova diretoria

     “O Combate”, em sua edição anterior, noticiou que deverá ser firmada entre o Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora – SINDEDIF-JF e o Sindicato dos Condomínios de Juiz de Fora e Zona da Mata Mineira – SINDICON, logo após a eleição e posse da nova diretoria do Sindicato patronal, a nova Convenção Coletiva de Trabalho dos empregados dos condomínios de Juiz de Fora.

     Como a nova diretoria do SINDICON foi eleita no dia 12 de fevereiro, tudo indica que vai começar nos próximos dias a negociação coletiva entre as duas entidades sindicais objetivando a celebração da nova Convenção da categoria, cuja data-base (ocasião de reajuste salarial e concessão de outros benefícios) é 1º de janeiro.

     Luiz José da Silva, presidente do SINDEDIF-JF, e o advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico da entidade sindical que representa os empregados dos condomínios desta Cidade, acreditam que “dentro de mais alguns dias”, a categoria já terá a sua nova Convenção. Isso significa que já vêm aí reajuste salarial e outros benefícios para os trabalhadores dos condomínios de Juiz de Fora.

     A nova Convenção, quando for celebrada, terá efeito retroativo a 1º de janeiro, ou seja, o índice de reajuste salarial que será determinado pela Convenção incidirá sobre os salários dos empregados a partir de 1º de janeiro de 2018, devendo os condomínios pagarem aos seus empregados as diferenças salariais devidas do período em que a Convenção ainda não tiver sido firmada.

Sindicato visita bases e vê entrosamento com frentista

O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, juntamente com o vice-presidente da entidade, Rômulo de Oliveira Garbero, entregando exemplares do jornal “O Combate” a frentistas em um posto de combustíveis em Rio Pomba.

     O presidente, o vice-presidente e o diretor-secretário do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG, respectivamente Paulo Guizellini, Rômulo de Oliveira Garbero e Luiz Geraldo Martinho, estiveram recentemente em vários postos de gasolina localizados no interior de Minas Gerais, em cidades que compõem a base territorial do Sindicato.

     O objetivo da visita às bases foi o de informar pessoalmente aos frentistas o andamento da campanha salarial da categoria e também orientá-los acerca de seus direitos trabalhistas.

     Distribuindo exemplares do jornal “O Combate” e boletins da entidade, contendo notícias de interesse dos frentistas, os dirigentes sindicais conversaram com muitos empregados de postos de combustíveis sobre a constante luta da entidade por melhorias salariais e melhores condições de trabalho para a classe.

     Os sindicalistas visitaram, por exemplo, os postos de combustíveis de Rio Pomba, onde foram muito bem recebidos pelos frentistas daquela cidade.    

     Os dirigentes do Sindicato fizeram um trabalho de orientação e esclarecimento aos frentistas, colocando-os a par de seus direitos, dissipando suas dúvidas e lhes informando sobre as negociações realizadas com o MINASPETRO (Sindicato patronal) no sentido de conseguir reajuste salarial, PLR (Participação nos Lucros e Resultados da empresa), cesta básica de alimentos e outros benefícios para a categoria.

     Guizellini ressaltou que “em quase todos os postos visitados pelo Sindicato, os trabalhadores se mostraram muito revoltados com o arrocho salarial causado pelos donos de postos de gasolina”. Isso, segundo ele, tem levado um grande número de frentistas a preferir trabalhar em outros setores, como, por exemplo, o comércio e a construção civil.

          Após trocar ideias com os trabalhadores, esclarecer suas dúvidas e ouvir suas reivindicações, bem como “fazer coro com suas revoltas e indignações causadas pelas atitudes da classe patronal contra os trabalhadores”, Guizellini se mostrou muito satisfeito com a disposição da categoria em apoiar a luta do Sindicato. “Esse trabalho de constante visitação às bases, levando a direção da entidade a manter contato pessoal, direto e permanente com os trabalhadores, é muito importante para nós e para eles também, pois propicia um entrosamento cada vez maior entre a direção do Sindicato e a categoria” – disse o sindicalista.

     Em seguida, ele acrescentou: “Já que muitos trabalhadores não podem ir ao Sindicato, a entidade vai até o local de serviço desses trabalhadores, levando informações e orientações e buscando a união de todos em torno de um objetivo comum: a conquista de mais benefícios para toda a nossa laboriosa classe profissional”.

     Segundo Guizellini, esse trabalho, que vem sendo realizado há muitos anos pelo Sindicato, “tem gerado bons frutos, fortalecendo a entidade e a categoria, razão pela qual podemos assegurar que, se Deus quiser, a visitação às bases vai continuar”.


EDITAL DE CONVOCAÇÃO – ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Presidente do Sindicato dos Empregados em Edifícios e Empregados em Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora – SINDEDIF-JF, inscrito  no CNPJ sob o nº. 21.176.789/0001-06, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os integrantes da categoria (associados ou não), na base territorial desta entidade sindical, ou seja, no município de Juiz de Fora, para comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária (AGE) a ser realizada no dia 26 de fevereiro de 2018, às 16:30 horas, em primeira convocação, ou, caso não haja quórum na primeira convocação, às 17:30 horas, em segunda convocação, com qualquer número de presentes, na sede da entidade, na Av. Getúlio Vargas, nº 828 – Sala 603, Centro, Juiz de Fora (MG), para discussão e deliberação da seguinte Ordem do Dia: 1) Leitura do Edital de Convocação; 2) Leitura, discussão e aprovação (ou não) da Ata de AGE anterior; 3) Aprovação (ou não) de autorização coletiva prévia e expressa, mediante Assembleia Geral da categoria, nos termos do Estatuto da entidade, na forma dos artigos 578 e seguintes da CLT, com a redação da Lei nº 13.467/2017 e com base no Enunciado nº 38 da ANAMATRA (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), para o desconto da Contribuição Sindical no exercício de 2018, a ser descontada de todos os trabalhadores participantes da categoria profissional representada por esta entidade sindical, independentemente de associação ou sindicalização, objetivando a manutenção da funcionalidade e representatividade do Sindicato; 4) Redação, leitura, discussão e aprovação (ou não) da Ata da AGE ora convocada; e 5) Encerramento. - Juiz de Fora (MG), 21 de fevereiro de 2018. – LUIZ JOSÉ DA SILVA – Presidente.



22011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas