Julho de 2016
página 4
 
 
Sindicato pede antecipação salarial para os trabalhadores dos condomínios de JF

A foto (do Arquivo “O Combate”) mostra o presidente do SINDEDIF-JF, Luiz José da Silva; o advogado Cristiano Tostes, do Sindicato dos Condomínios de Juiz de Fora e Zona da Mata Mineira; a presidente do Sindicato patronal, Sheila Rakauskas Pereira da Costa; e o diretor do SINDEDIF-JF, Francisco de Assis dos Santos Passos, durante a 2ª reunião da negociação coletiva de 2016, realizada no dia 14 de dezembro de 2015.

     O Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora - SINDEDIF-JF enviou ofício no dia 25 de julho ao Sindicato dos Condomínios de Juiz de Fora e Zona da Mata Mineira pedindo a concessão de antecipação salarial para os empregados dos condomínios de Juiz de Fora.

     O presidente do SINDEDIF-JF, Luiz José da Silva, explica que a data-base (ocasião de reajuste salarial e renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria) é 1º de janeiro, mas a entidade resolveu pedir ao Sindicato patronal a concessão de antecipação de reajuste salarial para esses trabalhadores por causa das perdas salariais decorrentes da inflação. “Segundo dados divulgados recentemente pelo IBGE, a inflação oficial acumulada desde 1º de janeiro de 2016, quando houve o último reajuste salarial da classe, já chegou a 4,42% até junho deste ano. Com isso, a categoria teve perda salarial causada pela inflação. Vale lembrar que a inflação oficial é aquela apontada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas). Aliás, quase todas as categorias profissionais tiveram perda salarial em função do elevado índice inflacionário. E no nosso caso, a perda salarial decorrente da inflação foi considerável. Por esta razão, é necessário fazer uma reposição salarial para recompor os salários corroídos pela inflação” - assinala Luiz.

     Segundo o sindicalista, "sempre que há perdas salariais, os trabalhadores clamam para que seus salários sejam reajustados para reposição das perdas. Por isso, o SINDEDIF-JF, ao encaminhar os pedidos dos trabalhadores ao Sindicato patronal, está fazendo a sua parte, ou seja, está cumprindo a sua obrigação de lutar pela recomposição dos salários corroídos pela inflação. Agora, esperamos que a classe patronal se sensibilize para as necessidades dos trabalhadores e lhes conceda uma antecipação salarial,  atendendo, assim, aos seus justos clamores".


Ministério do Trabalho manda empregadores enviarem aos Sindicatos a relação dos empregados que pagaram a Contribuição Sindical

    O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), através da NOTA TÉCNICA/SRT/MTE/Nº202/09, determina que os empregadores enviem aos Sindicatos trabalhistas a relação dos empregados que pagaram a Contribuição Sindical (CS).

     Na referida norma, o Ministério do Trabalho e Emprego, atendendo solicitação do Instituto FGTS Fácil, revigora o entendimento relativo à obrigação de os empregadores remeterem aos Sindicatos a relação nominal dos empregados contribuintes da Contribuição Sindical profissional.

     O documento ministerial afirma que “os empregadores devem encaminhar, às entidades sindicais de trabalhadores, relação nominal dos empregados contribuintes, da qual constem, além do nome completo, o número de inscrição no Programa de Integração Social - PIS, a função exercida, a remuneração percebida no mês do desconto e o valor recolhido”.

      Segundo a Nota do Ministério do Trabalho e Emprego, o prazo para isso “é de quinze dias depois de efetuado o recolhimento da contribuição sindical profissional”.


 
Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação
e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora - SINDEDIF-JF

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Avenida Getúlio Vargas, nº 828, sala 603, Centro – Juiz de Fora – MG – Telefone 0(xx)32-3215-9461

Condomínios de JF na mira de bandidos (XIII)
Polícia indica medidas de segurança básica em elevadores

     Dando continuidade à série de matérias com dicas de segurança da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), que publicou uma cartilha voltada à segurança em condomínios, com dicas contidas em sete capítulos, publicamos hoje o capítulo VI da referida cartilha, mostrando mais procedimentos preventivos básicos de segurança em condomínios.

     Na próxima edição do jornal “O Combate”, vamos publicar a última parte da cartilha, o capítulo VII, que trata das “Medidas para Prevenção ao Uso de Drogas em Condomínios, encerrando-se, assim, a série de matérias com dicas de segurança da PMESP. Não percam. E até lá, se Deus quiser.  

A DIRETORIA

 

Capítulo VI - Segurança básica em elevadores Oriente moradores e funcionários para que fiquem atentos a qualquer anomalia no funcionamento dos elevadores, informando pormenores da irregularidade para que se possa acionar a empresa responsável para que o problema seja sanado o mais rápido possível; ● Providencie para que as casas das máquinas, halls, cabina e poço estejam sempre secos e limpos, evitando-se que se atire lixo neste; ● Zele para que somente pessoas autorizadas, tenham acesso aos equipamentos ou a casa de máquinas, e que sua chave fique em local seguro, disponível apenas aos técnicos da empresa conservadora ou pessoas habilitadas; ● Tenha em mãos os telefones da empresa conservadora e do Corpo de Bombeiros, para situações de emergência; ● Não transporte pessoas ou carga acima do limite de capacidade do elevador; ● Em caso de desnivelamento do elevador, desligue-o imediatamente e acione o técnico; ● Caso pessoas fiquem presas no elevador, deve-se tranquilizá-las e chamar imediatamente a empresa de manutenção, evitando-se retirá-las por conta própria, pois o risco é muito alto; ● Em situações de incêndio não utilize o elevador e estacione-o no térreo.


   EXPEDIENTE 

Jornal fundado pelo jornalista Djalma Medeiros em 06 de julho de 1952. Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas da Comarca de Juiz de Fora sob o nº 80.
Diretor-Redator-Presidente:
João Batista de Medeiros.
Redação: Rua Osvaldo Xavier de Souza, 586 - CEP 36.071-450 - Bairro: Santo Antônio Juiz de Fora -
Minas Gerais - Celular: (32) 8845- 2991. E-mail:
ocombate.jm@gmail.com

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas