Julho 2017
página 2
 
 
MINASPETRO recebe pedidos dos frentistas

O vice-presidente e o advogado do SINTRAPOSTO-MG, respectivamente Rômulo Garbero e João Batista de Medeiros; o advogado do MINASPETRO, Klaiston Soares; o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini; e o tesoureiro do SINPOSPETRO-BH, Kleber Alessandro, no encontro quadrimestral, em 7 de julho.

     Dois Sindicatos que representam os empregados nos postos de combustíveis em Minas Gerais se reuniram com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (MINASPETRO) na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG, nesta Cidade, na tarde de 7 de julho.

     O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, deu início à reunião entregando ao advogado do MINASPETRO, Klaiston Soares de Miranda Ferreira, uma pauta de reivindicações dos frentistas pedindo a concessão de antecipação salarial, reajuste da cesta básica de alimentos, fornecimento de vale-refeição, criação do “Dia do Frentista” no Estado de Minas Gerais (a data seria 13 de julho, a mesma que assinala o “Dia do Frentista” em Juiz de Fora) e a adoção urgente de diversas medidas de segurança contra assaltos a postos de combustíveis, já que o número de roubos a esses estabelecimentos vem crescendo cada vez mais.

     A data-base (ocasião de reajuste salarial e renovação da Convenção Coletiva de Trabalho) da categoria é 1º de novembro, mas como a cláusula 35ª da Convenção prevê que as entidades se reúnam de quatro em quatro meses para tratar de assuntos de interesse dos empregados e empregadores, o SINTRAPOSTO-MG pediu a realização de tal encontro a fim de solicitar ao Sindicato patronal a concessão de benefícios para os frentistas, principalmente a antecipação de reajuste salarial para a recomposição dos salários corroídos pela inflação.

Sindicato patronal propõe concessão de vale-combustível para frentistas

     Durante a reunião, o MINASPETRO também apresentou suas propostas, que são as seguintes: 1) compensação mensal de horas extras trabalhadas; 2) concessão de vale-combustível para trabalhadores que possuem veículo automotor próprio para se deslocar ao trabalho; 3) acréscimo da expressão “nos termos da lei” na cláusula convencional referente à proibição de terceirização de mão de obra em postos de combustíveis; 4) higienização dos uniformes dos frentistas; 5) obrigatoriedade de que os atestados de médicos particulares sejam chancelados por médico da empresa; e 6) treinamento à distância (por vídeo-conferência) dos frentistas sobre os males do benzeno (substância cancerígena existente na gasolina).

Sindicatos pedem 3% de antecipação salarial, 30% de reajuste da cesta básica e fornecimento de vale-refeição

     Na pauta, as entidades pedem que todos os salários dos empregados em postos de combustíveis, lava-rápido, estacionamentos e lojas de conveniências deste Estado sejam reajustados em 3% no dia 1º de agosto de 2017, a título de antecipação salarial. “Cabe esclarecer que, se o Sindicato patronal atender ao nosso pedido, este índice, de 3%, deverá ser aplicado sobre os valores dos salários da categoria referentes ao mês de março de 2017, como forma de se repor as perdas salariais decorrentes da inflação, recuperando-se, assim, o poder aquisitivo dos salários da categoria” – explicou Guizellini.

     Além disso, as entidades pedem que o valor da cesta básica de alimentos, prevista na Convenção, seja reajustado também em 1º de agosto de 2017, a título de antecipação de valores para reposição de perdas causadas pela inflação, mediante a aplicação do percentual de 30% sobre os valores da cesta básica de alimentos da categoria referentes ao mês de novembro de 2016, como forma de se repor as perdas decorrentes da inflação.

     Também consta da pauta o pedido de fornecimento de vale-refeição para os trabalhadores, a partir de 1º de agosto de 2017, no valor facial de R$ 20,00, em quantidade igual ao número de dias do mês.

Proposta proíbe funcionamento dos postos de combustíveis entre 22:30 e 6:00 horas

     Durante o encontro quadrimestral, também foi abordada a questão da necessidade de adoção urgente de medidas preventivas de segurança contra assaltos a postos de gasolina, já que o número de roubos a esses estabelecimentos vem aumentando cada vez mais em Minas Gerais. Em Juiz de Fora, por exemplo, tem sido terrível e assustadora a onda de ocorrências desse tipo, conforme “O Combate” vem noticiando já há muito tempo.

     Por isso, também na referida pauta, as entidades pedem que as empresas do setor sejam obrigadas a adotar imediatamente diversas medidas de segurança destinadas a inibir a ocorrência de assaltos a postos de combustíveis - veja aqui no site O Combate ou no blog do Sindicato (sintrapostomg.blogspot.com) a íntegra da pauta de reivindicações dos frentistas contendo tais medidas de segurança (clique aqui). Uma delas dispõe que os postos de combustíveis fiquem proibidos de funcionar no período de 22:30 às 06:00 horas, salvo se a empresa possuir mais de dois funcionários para o trabalho durante o funcionamento no referido horário.

     O advogado do Sindicato patronal garantiu que a resposta do MINASPETRO à pauta de reivindicações será dada até o dia 16 de agosto de 2017.

     Além do SINTRAPOSTO, também esteve presente ao encontro quadrimestral o Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo, Lava Rápido e Troca de Óleo de Belo Horizonte e Região – SINPOSPETRO-BH, representado pelo seu diretor-tesoureiro, Kleber Alessandro da Silva Agrella Takatu.

 


   EXPEDIENTE 

Jornal fundado pelo jornalista Djalma Medeiros em 06 de julho de 1952. Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas da Comarca de Juiz de Fora sob o nº 80.
Diretor-Redator-Presidente:
João Batista de Medeiros.
Redação: Rua Osvaldo Xavier de Souza, 586 - CEP 36.071-450 - Bairro: Santo Antônio Juiz de Fora -
Minas Gerais - Celular: (32) 8845- 2991. E-mail:
ocombate.jm@gmail.com

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas