Julho 2017
página 3
 
 
PRODENTE presta assistência gratuita à saúde dental dos trabalhadores dos condomínios de JF

     Desde o dia 20 de abril de 2017, qualquer empregado ou empregada de condomínio (inclusive “shopping center”) situado em Juiz de Fora, submetido a jornada de trabalho igual ou superior a 110 horas mensais,  pode usufruir gratuitamente os benefícios oferecidos pelo Programa de Assistência à Saúde Dental do Trabalhador – PRODENTE, criado recentemente pela Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

     Para isso, o trabalhador ou a trabalhadora pode se inscrever, sem qualquer custo, na sede do Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora – SINDEDIF-JF, na Avenida Getúlio Vargas, nº 828, sala 603, Centro, no horário de 12 às 17,30 horas, de segunda-feira a sexta-feira.

     Segundo o presidente do SINDEDIF-JF, Luiz José da Silva, “o PRODENTE é um programa destinado a todos os empregados dos condomínios de Juiz de Fora, sindicalizados ou não sindicalizados, submetidos a jornadas de trabalho iguais ou superiores a 110 horas mensais, integrantes da categoria profissional representada pelo SINDEDIF-JF, e consiste em prestar assistência gratuita à saúde dental desses trabalhadores”.

     O sindicalista salienta que “o PRODENTE é mais um benefício muito importante conquistado e oferecido pelo SINDEDIF-JF para os trabalhadores dos condomínios (inclusive “shoppings”) de Juiz de Fora, os quais devem aproveitar a oportunidade para cuidar de sua saúde bucal, pois os médicos afirmam que a saúde do corpo depende muito da saúde da boca”.  



Frentista que trabalha no “Dia da Categoria” tem que receber o salário/dia em dobro

     O dia 13 de julho assinala uma data muito especial no calendário para os trabalhadores dos postos de combustíveis de Juiz de Fora. É o “DIA MUNICIPAL DO FRENTISTA”, de acordo com a Lei nº 8.594, de 16/12/1994, de autoria do ex-vereador Domingos Caputo, aprovada pela Câmara Municipal de Juiz de Fora e sancionada pelo então prefeito Custódio Mattos.

     Conforme dispõe o artigo 2º da referida lei, “em todo dia 13 de julho, as atividades dos Postos de Revenda de Combustíveis e Postos Distribuidores de Gás não serão paralisadas, funcionando os mesmos em regime de Escala, a exemplo do que já ocorre com os domingos e feriados”.

     “Assim, o empregado que trabalhar no dia que lhe é dedicado tem que receber o salário/dia em dobro, pois esse dia é considerado feriado para a categoria” – lembra o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini.

     Segundo ele, “é necessário lembrar isso porque alguns postos de combustíveis da Cidade costumam deixar de pagar em dobro o feriado trabalhado, violando, assim, a legislação vigente, ou seja, o artigo 9º da Lei nº 605/49”.

     Para o sindicalista, “isso, além de ilegal, é um desrespeito ao funcionário que trabalha durante feriado e recebe como se fosse dia normal”.

     Guizellini aproveitou a oportunidade para parabenizar todos os empregados dos postos de combustíveis da Cidade pelo “Dia da Categoria”.


SINTRAPOSTO propõe parceria entre autoridades e Sindicatos para inibir assaltos a postos de combustíveis em JF

O advogado do MINASPETRO, Klaiston Soares, e o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, no encontro quadrimestral, em 7 de julho.

      Durante o encontro quadrimestral com o MINASPETRO (ver matéria na página 2), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, entregou ao advogado do Sindicato patronal, Klaiston Soares de Miranda Ferreira, um ofício endereçado ao presidente do MINASPETRO, Carlos Eduardo Mendes Guimarães Júnior, convidando a entidade patronal a participar de um trabalho de parceria entre as autoridades - como, por exemplo, a Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc) de Juiz de Fora e a Polícia Militar - e os Sindicatos (o trabalhista e o patronal), com o propósito de inibir a onda de assaltos a postos de combustíveis nesta Cidade.

     Vale lembrar que, conforme o jornal “O Combate” já noticiou, a Sesuc e a PM já confirmaram sua participação na parceria proposta pelo SINTRAPOSTO-MG.

     Entre as várias medidas e providências desse trabalho de parceria, segundo o ofício, está a proposta de “adesão das empresas ao programa denominado Rede de Proteção Mútua, da Polícia Militar, que consiste em reservar, com pintura no solo, no posto de gasolina, uma área para estacionamento de uma viatura da PM, e a colocação de placas do programa, adesivos específicos em vidros, bombas de gasolina e todo o mobiliário visível, além de dicas de autoproteção, dentre outras providências que visem a inibir a ação de criminosos”.

     Segundo Guizellini, “é preciso que todas as providências possíveis sejam tomadas com urgência para se evitar que novos assaltos aterrorizem os trabalhadores e prejudiquem os postos de combustíveis”.

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas