Junho de 2015
página 4
 
 
Sindicato pede antecipação salarial para os trabalhadores dos condomínios, administradoras e “shoppings”
O presidente do SINDEDIF-JF, Luiz José da Silva, ao lado do advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico da entidade. (Foto: Arquivo “O Combate”)

     O Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora (SINDEDIF-JF) enviou ofício no dia 30 de junho ao Sindicato dos Condomínios de Juiz de Fora e Zona da Mata Mineira pedindo a concessão de antecipação salarial para os empregados dos condomínios, “shoppings centers” e administradoras de imóveis de Juiz de Fora.

     O presidente do SINDEDIF-JF, Luiz José da Silva, explica que a data-base (ocasião de reajuste salarial e renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria) é 1º de janeiro, mas a entidade resolveu pedir ao Sindicato patronal a concessão de antecipação de reajuste salarial para esses trabalhadores por causa das perdas salariais decorrentes da inflação. “Segundo dados divulgados recentemente, a inflação oficial acumulada desde 1º de janeiro de 2015, quando houve o último reajuste salarial da classe, já chegou a 5,33% até maio deste ano. Com isso, a categoria teve perda salarial causada pela inflação. Vale lembrar que a inflação oficial é aquela apontada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas). Aliás, quase todas as categorias profissionais tiveram perda salarial em função do elevado índice inflacionário. E no nosso caso, a perda salarial decorrente da inflação foi considerável. Por esta razão, é necessário fazer uma reposição salarial para recompor os salários corroídos pela inflação” - assinala Luiz.

     Segundo o sindicalista, "sempre que há perdas salariais, os trabalhadores clamam para que seus salários sejam reajustados para reposição das perdas. Por isso, o SINDEDIF-JF, ao encaminhar os pedidos dos trabalhadores ao Sindicato patronal, está fazendo a sua parte, ou seja, está cumprindo a sua obrigação de lutar pela recomposição dos salários corroídos pela inflação. Agora, esperamos que a classe patronal se sensibilize para as necessidades dos trabalhadores e lhes conceda uma antecipação salarial,  atendendo, assim, aos seus justos clamores". 

 
AOS PORTEIROS

     Embora um pouco tardiamente, mas com total sinceridade e singeleza de coração, queremos enviar o nosso abraço fraterno, com os nossos parabéns, a todos os COMPANHEIROS PORTEIROS de condomínios residenciais, comerciais e mistos de Juiz de Fora pelo “DIA DO PORTEIRO”, transcorrido a 9 de Junho.

     Vale lembrar que é o PORTEIRO quem trabalha exaustivamente na dianteira do condomínio, atendendo os condôminos e as pessoas que chegam ao local.

     Com seu valioso e precioso trabalho, o PORTEIRO desempenha o seu importante papel para garantir o bem-estar dos condôminos e a tranquilidade do condomínio.

     A propósito, é bom lembrar também que uma pesquisa divulgada em 2012 revelou que os porteiros são os melhores amigos dos idosos.

     Por esta e outras razões, todos os PORTEIROS merecem os cumprimentos de todas as pessoas de bem, especialmente os cumprimentos do 

SINDEDIF-JF - Sindicato dos Empregados em Edifícios, Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora

(Sede própria: Avenida Getúlio Vargas, nº 828, sala 603,
Centro, Juiz de Fora - MG – Telefone: 3215-9461)

                                                                            Luiz José da Silva - Presidente
                                                                                                                  e demais diretores

Ministério do Trabalho manda empregadores enviarem aos Sindicatos a relação dos empregados que pagaram a Contribuição Sindical

    O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), através da NOTA TÉCNICA/SRT/MTE/Nº202/09, determina que os empregadores enviem aos Sindicatos trabalhistas a relação dos empregados que pagaram a Contribuição Sindical (CS).

     Na referida norma, o Ministério do Trabalho e Emprego, atendendo solicitação do Instituto FGTS Fácil, revigora o entendimento relativo à obrigação de os empregadores remeterem aos Sindicatos a relação nominal dos empregados contribuintes da Contribuição Sindical profissional.

     O documento ministerial afirma que “os empregadores devem encaminhar, às entidades sindicais de trabalhadores, relação nominal dos empregados contribuintes, da qual constem, além do nome completo, o número de inscrição no Programa de Integração Social - PIS, a função exercida, a remuneração percebida no mês do desconto e o valor recolhido”.

      Segundo a Nota do Ministério do Trabalho e Emprego, o prazo para isso “é de quinze dias depois de efetuado o recolhimento da contribuição sindical profissional”.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
"O COMBATE" NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES

LEIA NO O COMBATE "ONLINE" AS SEGUINTES NOTÍCIAS:

www.ocombate.com.br

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas