Junho 2016
página 2
 
 
Representantes dos frentistas vão se reunir com MINASPETRO

A foto (do Arquivo “O Combate”) mostra o encontro quadrimestral realizado no dia 24 de junho de 2015, na sede do SINTRAPOSTO-MG, em Juiz de Fora. Nessa reunião, o advogado do MINASPETRO, Klaiston Soares (à esquerda), recebeu do presidente do SINTRAPOSTO, Paulo Guizellini, e do diretor do SINPOSPETRO-BH, Kleber Alessandro (ambos ao centro), a pauta de reivindicações dos frentistas. De costas, Rômulo de Oliveira Garbero (lendo a pauta) e Luiz Geraldo Martinho, respectivamente vice-presidente e secretário do SINTRAPOSTO-MG

     As entidades sindicais que representam os trabalhadores dos postos de combustíveis deste Estado vão se reunir com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (MINASPETRO) na tarde de 8 de julho,  na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG, nesta Cidade.  

     Nessa reunião, chamada de encontro quadrimestral, os representantes dos frentistas vão pedir ao Sindicato patronal a concessão de antecipação salarial, reajuste da cesta básica de alimentos, o fornecimento de vale-refeição para os trabalhadores (a Convenção já prevê que na negociação coletiva referente à próxima data-base - 1º de novembro de 2016 - será discutida a possibilidade de criação de vale-refeição) e a adoção urgente de diversas medidas de segurança contra assaltos a postos de combustíveis, já que o número de roubos a esses estabelecimentos vem crescendo cada vez mais.

     Quem pediu a realização de tal reunião foi o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini. Ele enviou ofício ao MINASPETRO no dia 25 de maio invocando a cláusula 35ª da Convenção Coletiva de Trabalho da classe, que prevê a realização de encontro quadrimestral para tratar de assuntos de interesse dos empregados e empregadores. De acordo com Guizellini, “logo após receber e-mail do Sindicato patronal marcando a reunião para o dia 8 de julho, o SINTRAPOSTO-MG enviou ofícios a todas as entidades sindicais co-irmãs, que representam os demais empregados nos postos de combustíveis de Minas Gerais, convidando-as para o encontro quadrimestral agendado”.      

     Guizellini explica que a data-base (ocasião de reajuste salarial e renovação da Convenção) da classe é 1º de novembro, mas como há previsão convencional de que as entidades se reúnam de quatro em quatro meses para tratar de assuntos de interesse da categoria, o SINTRAPOSTO resolveu pedir a realização de tal encontro a fim de solicitar ao Sindicato patronal a concessão de benefícios para os frentistas, principalmente a antecipação de reajuste salarial para a recomposição dos salários corroídos pela inflação.

     Segundo Guizellini, “os trabalhadores tiveram perda salarial causada pela inflação acumulada neste ano e nos dois últimos meses do ano passado, pois a inflação oficial representada pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE, no acumulado do período de 1º de novembro de 2015, quando houve o último reajuste salarial da categoria, até o dia 31 de maio de 2016, já estava em 6%. Por esta razão, é necessário fazer uma reposição salarial para recompor os salários corroídos pela inflação”. Em seguida, o sindicalista acrescenta: “Aliás, a mesma coisa acontece com o valor da cesta básica de alimentos, que também precisa de reajuste para recompor o seu poder aquisitivo".

     Finalizando, Guizellini arremata: “sempre que ocorre perda salarial, há um clamor dos trabalhadores no sentido de que seus salários sejam reajustados, razão pela qual o Sindicato está cumprindo o seu dever de lutar por reposição salarial e reajuste do valor da cesta básica. O Sindicato patronal precisa se sensibilizar para as necessidades dos trabalhadores e atender ao que eles estão reivindicando".  


Frentista que trabalha no “Dia da Categoria” tem que receber o salário/dia em dobro

     O dia 13 de julho assinala uma data muito especial no calendário para os trabalhadores dos postos de combustíveis de Juiz de Fora. É o “DIA MUNICIPAL DO FRENTISTA”, de acordo com a Lei nº 8.594, de 16/12/1994, de autoria do ex-vereador Domingos Caputo, aprovada pela Câmara Municipal de Juiz de Fora e sancionada pelo então prefeito Custódio Mattos.

     Conforme dispõe o artigo 2º da referida lei, “em todo dia 13 de julho, as atividades dos Postos de Revenda de Combustíveis e Postos Distribuidores de Gás não serão paralisadas, funcionando os mesmos em regime de Escala, a exemplo do que já ocorre com os domingos e feriados”.

     “Assim, o empregado que trabalhar no dia que lhe é dedicado tem que receber o salário/dia em dobro, pois esse dia é considerado feriado para a categoria” – lembra o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini.

     Segundo ele, “é necessário lembrar isso porque alguns postos de combustíveis da Cidade costumam deixar de pagar em dobro o feriado trabalhado, violando, assim, a legislação vigente, ou seja, o artigo 9º da Lei nº 605/49”.

     Para o sindicalista, “isso, além de ilegal, é um desrespeito ao funcionário que trabalha durante feriado e recebe como se fosse dia normal”.

     Guizellini aproveitou a oportunidade para parabenizar todos os empregados dos postos de combustíveis da Cidade pelo “Dia da Categoria”.



   EXPEDIENTE 

Jornal fundado pelo jornalista Djalma Medeiros em 06 de julho de 1952. Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas da Comarca de Juiz de Fora sob o nº 80.
Diretor-Redator-Presidente:
João Batista de Medeiros.
Redação: Rua Osvaldo Xavier de Souza, 586 - CEP 36.071-450 - Bairro: Santo Antônio Juiz de Fora -
Minas Gerais - Celular: (32) 8845- 2991. E-mail:
ocombate.jm@gmail.com

2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas