Maio 2017
página 2
 
 
O combate a assaltos a postos de combustíveis
Sindicato se reúne com Comandante da 4ª RPM

O vice-presidente e o diretor-secretário do SINTRAPOSTO-MG, respectivamente Rômulo Garbero e Luiz Geraldo Martinho; o Major Floriano; o Coronel Alexandre Nocelli, Comandante da 4ª RPM (Região de Polícia Militar); o presidente do Sindicato, Paulo Guizellini; e o advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico do SINTRAPOSTO-MG, na reunião entre o Sindicato e a PM no dia 12 de maio, na 4ª RISP.

     O Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG se reuniu com o Coronel Alexandre Nocelli, Comandante da 4ª RPM (Região de Polícia Militar), que estava assessorado pelo Major Floriano, na tarde de 12 de maio, na 4ª RISP (Região Integrada de Segurança Pública), no Bairro Santa Lúcia, para tratar da questão dos diversos assaltos que continuam a ocorrer em postos de combustíveis de Juiz de Fora.

Na ocasião, o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, que estava acompanhado do vice-presidente e do diretor-secretário da entidade, respectivamente Rômulo Garbero e Luiz Geraldo Martinho, além do advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico do Sindicato, entregou ao Comandante da 4ª RPM um ofício pedindo o “obséquio de estudar a possibilidade de tomar providências urgentes visando à realização de um trabalho de parceria entre as autoridades, como a Polícia Militar, por exemplo, e os Sindicatos (o trabalhista e o patronal), com o propósito de evitar que novos assaltos aterrorizem os trabalhadores e prejudiquem os postos de combustíveis”.

No ofício, o SINTRAPOSTO-MG propõe que a parceria comece pelo agendamento de “uma reunião entre esta entidade sindical, a Polícia Militar e o Sindicato patronal (que seria, então, convidado a participar), a fim de tratarmos da questão dos diversos assaltos que continuam a acontecer em postos de combustíveis de nossa Cidade”.

Ainda no ofício, o Sindicato fala também que “na pauta, poderíamos propor a adesão das empresas ao programa denominado Rede de Proteção Mútua, da Polícia Militar, que consiste em reservar, com pintura no solo, no posto de gasolina, uma área para estacionamento de uma viatura da PM, e a colocação de placas do programa, adesivos específicos em vidros, bombas de gasolina e todo o mobiliário visível, além de dicas de autoproteção, dentre outras providências que visem a inibir a ação de criminosos”.

Finalizando o ofício, o Sindicato sugere que a PM realize reuniões com os trabalhadores e com representantes das empresas para orientá-los sobre como proceder em caso de assalto. E arremata: “Outras dicas, medidas, propostas e providências poderiam surgir nesse trabalho de parceria entre as autoridades, como a Polícia Militar, por exemplo, e os Sindicatos (o trabalhista e o patronal)”.

Polícia vai intensificar ação nos postos de combustíveis para combater assaltos

Após ler o ofício, o Coronel Nocelli concordou prontamente com a sugestão do Sindicato para a realização da parceria, colocando-se à disposição da entidade para o que se fizer necessário com vistas à adoção urgente de uma série de medidas eficientes e eficazes para inibir a ação de bandidos e potencializar a segurança nos postos de gasolina da Cidade.

O Comandante da 4ª RPM informou que a Polícia Militar vai intensificar a sua atuação nos postos de combustíveis, fazendo patrulhamentos mais frequentes, para oferecer mais segurança aos empregados e clientes desses estabelecimentos.

Os diretores e o advogado do Sindicato disseram ao Coronel Nocelli e ao Major Floriano que ficaram muito satisfeitos com a receptividade que encontraram por parte do Comando da 4ª RPM e garantiram que vão se empenhar com afinco para que a parceria sugerida e aceita seja coroada de pleno êxito.

Secretário de Segurança também vai receber Sindicato

Conforme “O Combate” já divulgou, o SINTRAPOSTO-MG pediu audiência também ao titular da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc) de Juiz de Fora, o juiz aposentado José Armando Pinheiro da Silveira, para tratar do mesmo assunto: assaltos a postos de combustíveis.

No ofício enviado ao Secretário de Segurança, Guizellini afirma que o Sindicato, “extremamente preocupado com a onda de assaltos a postos de combustíveis verificada em Juiz de Fora, pondo em risco a integridade física dos trabalhadores do setor, tem tomado diversas providências no sentido de combater esses crimes e encontrar meios de eliminar tal problema que vem atormentando a população local, principalmente os empregados e empregadores deste segmento”.

O Sindicato já recebeu resposta da Sesuc, que marcou a audiência para o próximo dia 20 de junho. E Guizellini acredita que o órgão municipal também vai aderir à parceria. “Temos certeza de que receberemos do Secretário de Segurança a mesma boa acolhida que recebemos do Comandante da 4ª RPM” – afirmou o presidente do SINTRAPOSTO-MG.


2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas