Setembro de 2011
pag.4
 
 
ALERTA AOS TRABALHADORES DOS CONDOMÍNIOS,
DAS ADMINISTRADORAS DE IMÓVEIS E DOS “SHOPPINGS CENTERS” DE JUIZ DE FORA

     Atenção, companheiro ou companheira que trabalha em CONDOMÍNIO, ADMINISTRADORA DE IMÓ- VEIS ou “SHOPPING CENTER” em Juiz de Fora: você deve ficar bem atento(a). Se por acaso, alguém falar qualquer coisa contra o seu Sindicato, não dê ouvido. E se alguém lhe pedir para fazer alguma coisa contra a sua entidade de classe, que é o seu Sindicato, não faça. É que, maldosamente, alguns patrões espertalhões, que exploram seus empregados, tentam prejudicar o trabalho do Sindicato, que defende esses empregados. Então, o que esses patrões fazem? Falam mal da entidade dos trabalhadores e mandam seus empregados fazerem coisas que prejudicam o Sindicato, tentando dificultar, assim, a atuação da entidade.
   Companheiro(a) trabalhador(a), lembre-se sempre de que o seu Sindicato é a sua única “arma” para a sua defesa contra aqueles que querem explorar o seu suor. O seu Sindicato é que luta por você e para você, combatendo a exploração do suor do trabalhador e defendendo os legítimos interesses e direitos da categoria profissional.
   Não caia na lábia de alguns patrões velhacos que só querem “levar vantagem” em cima das costas do trabalhador.
   Companheiro(a) trabalhador(a), o seu Sindicato existe para defender você. Por isso, defenda também o seu Sindicato. Juntos, você e o seu Sindicato são mais fortes. E, assim, podem conquistar melhorias salariais e melhores condições de vida e de trabalho para todos os trabalhadores que integram a categoria profissional representada por este Sindicato, melhorando, desta forma, a qualidade da sua vida profissional.
   Por estas e outras razões, vale a pena insistir: fique bem atento(a). Não se deixe enganar! Não aceite besteiras e espertezas de alguns patrões exploradores. Tome cuidado para não perder oportunidades maravilhosas. Fique alerta para não perder a oportunidade de conquistar melhorias salariais e melhores condições de vida e de trabalho ao lado da direção do seu Sindicato.
   Esse alerta é importante para que os companheiros trabalhadores não se deixem enganar por patrões inescrupulosos que, dizendo defender os interesses dos trabalhadores, querem na verdade é prejudicá-los.
   Vale destacar que felizmente esses patrões espertalhões são poucos.
   A maioria da classe patronal não age dessa maneira leviana e covarde. Ainda bem.

A DIRETORIA
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    O SINDEDIF-JF tomou conhecimento de que existem vozes fortes de Juiz de Fora gritando e clamando pela atuação da Polícia Militar no controle e até na repressão ao trabalho dos flanelinhas da Cidade.
    Este Sindicato repudia tal ideia, pois entende que a PM existe para reprimir e combater bandidos ou criminosos, e os flanelinhas não são bandidos nem criminosos.
    Se existem uns e outros que agem como bandidos, isso não significa que todos os flanelinhas sejam bandidos. Em todos os setores da vida humana há pessoas que prestam e que não prestam.
   Da mesma forma, há flanelinhas que prestam e que não prestam. Mas temos certeza de que quase todos eles, na verdade, são trabalhadores que derramam o seu suor dia a dia, ganhando a vida como podem, dentro da legalidade. Muitos, com certeza, são ex-empregados que estão trabalhando na informalidade porque não conseguem emprego. Por esta e outras razões, os flanelinhas também merecem respeito, como todos os cidadãos de bem.

A DIRETORIA
 
SINDEDIF-JF - Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação
e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Av. Getúlio Vargas, nº 828, sala 603 - Juiz de Fora - MG - Telefone: 215-9461
 
2011 © Direitos reservados Jornal O Combate    -    web por: GFT artes gráficas