Sindicato doa material escolar a seus associados
| Página 2|

.


Campanha salarial dos frentistas continua sem definição após 4 reuniões

O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini (em pé), tendo à sua esquerda o advogado João Batista de Medeiros (integrante do Departamento Jurídico do Sindicato), fala das dificuldades dos frentistas durante a 4ª reunião com a Comissão Negociadora do MINASPETRO (àesquerda), na sede do Sindicato patronal, em Belo Horizonte, no dia 7 de fevereiro.

 

O Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região – SINTRAPOSTO-MG (que representa os empregados dos postos de gasolina, lojas de conveniência, lava-rápidos, estacionamentos e garagens da Cidade e da Região)e as demais entidades sindicais dos frentistas de Minas Gerais, atuando em conjunto em negociação coletiva com pauta unificada, realizaram no dia 7 de fevereiro a quarta reunião com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais – MINASPETRO, objetivando a celebração da nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

Após seis horas de conversações, os representantes dos trabalhadores e os da classe patronal novamente não chegaram a nenhum acordo. Segundo o presidente do SINTRAPOSTO, Paulo Guizellini, “já houve quatro reuniões, mas nenhuma proposta patronal”.


| Página 3|

 

 


Reunião no Ministério do Trabalho define campanha salarial dos trabalhadores dos condomínios
| Página 4 |

Conforme “O Combate” noticiou em sua edição anterior, o Sindicato dos Empregados em Edifícios e nas Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de Juiz de Fora – SINDEDIF-JF e o Sindicato dos Condomínios de Juiz de Fora e da Zona da Mata Mineira – SINDICONtiveram três reuniões de negociação direta objetivando a renovação da ConvençãoColetiva de Trabalho (CCT) da classe, mas não chegaram a nenhum acordo sobre o índice de reajuste a ser aplicado aos salários dos trabalhadores e nem sobre o novo valor do tíquete-alimentação.

Diante da dificuldade de acordo, foi realizada reunião entre os dois Sindicatos na Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Juiz de Fora (Ministério do Trabalho), no dia 5 de fevereiro, quando ficou definida a campanha salarial da categoria.