Empregado de condomínio demitido em dezembro tem que ser indenizado | Páginas 3 |

.


Todo ano a história se repete
Minaspetro “empurra” negociação salarial dos frentistas para o outro ano

O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini (o 2º à esquerda), tendo à sua direita o advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico da entidade, participando da 4ª reunião com a Comissão Negociadora do MINASPETRO (à direita), na sede do Sindicato patronal, em Belo Horizonte, no dia 15 de dezembro.

A campanha salarial dos empregados dos postos de combustíveis, lojas de conveniência, lava-rápidos, estacionamentos e garagens de Juiz de Fora e Região, assim como do restante de Minas Gerais, continua indefinida depois de quatro rodadas de negociação.
Iniciada no dia 17 de agosto, quando foi realizada a assembleia geral da categoria que aprovou a pauta de reivindicações dos trabalhadores que está sendo negociada com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais – MINASPETRO, a campanha salarial da classe ainda vai demorar mais porque a entidade patronal “de novo, amarrou e empurrou a negociação para o próximo ano”, segundo o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, que acrescentou: “Isso acontece todo ano. É sempre assim. Todo ano a história se repete. Então, os frentistas já estão acostumados com isso? Não! Estão, isto sim, cansados disso!”.
| Página 4|

.


Sindicato fiscaliza condições de trabalho de frentistas e encaminha Relatório ao MPT
Ministério Público pede e Sindicato apura denúncia de irregularidades em posto
| Página 2 |